Edith Head e Edna Mode – o que elas têm em comum?

Olá pessoal!

Como estamos nessa quarta-feira?
Gostaria de agradecer ao sucesso que está sendo o post da A lada. Em dois dias foram 200 visualizações. Fiquei muito orgulhosa pelo reconhecimento de vocês. As meninas gostaram muito do resultado e andaram divulgando o blog nas redes sociais da marca. Se você ainda não conferiu e não sabe do que to falando, é só clicar aqui.

O assunto de hoje é voltado para a moda no cinema. No início da semana, o meu namorado me mandou um vídeo do Pipocando ( ele é viciado haha), falando sobre a pessoa do post de hoje, Edith Head. Essa mulher é simplesmente a recordista de Oscars. Ela foi indicada nada menos do que 35 vezes. Sim. TRINTA E CINCO vezes, minha gente. Deixou a Meryl Streep no chinelinho. E levou para casa 8 moços dourados.

Mas por que ela fez tanto sucesso? Segue aí que eu te conto!

edithhead
Edith Head a designer e mulher com o maior número de Oscar da história da Academia de Cinema
grace kelly e edith
Grace Kelly e Edith

Nascida em 1898, na Califórnia, Edith começou sua vida profissional como professora de línguas em uma escola americana só para meninas. Depois, em 1923, começou como assistente de designer na Paramount Studio. Lá, ela ficou durante 40 anos, tornando-se chefe em 1938 e seguindo,  posteriormente, para a Universal em 1947.

Para Edith, criar o design de uma personagem exigia que ela primeiro conhecesse a atriz para a qual criaria as peças. Sua personalidade e a forma de andar faziam toda a diferença. Alguns dizem que sua atriz preferida era Audrey Hepburn, que inclusive estrelou em filmes nos quais a designer ganhou o Oscar de melhor figurino, dentre eles, A princesa e o plebeu e Sabrina ( para quem só conhece a Audrey por “Bonequinha de Luxo”, vergonha viu, corre e assista todos!).

Dois fatos interessantes sobre Head. Um, ela não fazia os croquis dos seus modelos. Dizia não ter tempo para isso e quem os elaborava era a sua equipe. Outro fato interessante é que ela estava sempre de óculos escuros. Porém, na verdade, seus óculos possuíam lentes azuis escuras. O objetivo era ver as peças que criava tentando enxergar como elas ficariam em uma fotografia preto e branca, como nos filmes antigos.

Depois de trabalhar em 1.100 filmes, Edith faleceu em 1981, tendo os filmes abaixo como referência de suas produções:

1950 – Tarde demais

dvd-tarde-demais-4-oscar-montgomery-clift-o-havilland-12701-MLB20064743563_032014-F

1951 – Sansão e Dalila

sansaoedalila

sansaoedalila 2

1952 – Um lugar ao sol

umlugaraosol

1954 – A princesa e o Plebeu

aprincesaeoplebeusabrina2roma-audrey-hepburn-e-gregory-peck-andando-de-vespa-no-filme-roman-holiday

1955 – Sabrina

sabrina1

257-sabrina-1

1961 – O jogo proibido do amor
8891644_ori
1974 – Um golpe de mestre

Golpe de Mestre

Edith-Head-with-her-eight-Oscars
                                                       Edith head e suas 8 estatuetas

Qualquer semelhança não é mera coincidência

EdithHead (1)

A famosa designer foi homenageada nos filmes da Pixar. Isso mesmo, a senhora Edna Mode, de “Os Incríveis”, foi inspirada em Edith Head. Pelo que parece, ambas tinham uma personalidade bem parecida. haha.

Vocês podem assistir a essa entrevista com a Edith Head, falando sobre suas criações para a personagem de Hepburn, em “A princesa e o plebeu”. Infelizmente não tem legenda, mas as cenas valem à pena!


Espero que tenham gostado de conhecê-la. Eu particularmente adorei pesquisar mais sobre a sua história e como ela está por trás dos meus filmes favoritos!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s