E o Oscar vai para…

ele mesmo, o Oscar! ( hum?!)
   
   Pois então, caros leitores, com a premiação do Oscar de ontem, eu resolvi trazer para vocês algo além dos looks. Vim contar aqui, como surgiu o Oscar, quem é o seu idealizador, quantos anos a premiação tem, porque ela é tão importante e, enfim, os trajes que já causaram muito furor naquele tapetão vermelho.
   A premiação do Oscar acontece anualmente e envolve, em média, 4.755 pessoas, que têm direito ao voto. A votação ocorre da seguinte maneira : cada membro da Academia tem o direito de votar no ramo de sua especificidade ( fotógrafo vota em fotografia e assim por diante) e na categoria de Melhor filme. 
   Antigamente, as pessoas iam para a premiação já sabendo que haviam ganhado e uma carta com os nomes dos vencedores era enviada para a imprensa para que esta divulgasse os nomes no dia da premiação. E por que mudou? Porque, como sempre, teve um estraga-prazeres. O Los Angeles Times quebrou a regra de publicar somente no dia permitido e lançou no seu jornal, um dia antes à premiação, os nomes contidos na carta enviada pela Academia. A partir de 1941, então, os envelopes passaram a ser abertos somente na hora da entrega do prêmio, matando todo mundo de curiosidade. Shame on You, LA Times!



 

A Premiação

 
 
Teatro Kodak, LA, local da premiação.
 
   Criada em 11 de Maio de 1927, em Los Angeles, Califórnia, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas foi idealizada por Louis B. Mayer, da Metro-Goldwyn-Mayer. A primeira entrega do prêmio ocorreu em 1929 ( ano da depressão nos EUA) e foi direcionada para os filmes dos dois anos anteriores. A primeira premiação televisionada foi em 1953, cobrindo somente EUA e Canadá. A partir de 1969, ela passaria a ser transmitida internacionalmente, para mais de 200 países. 



O Cara-dourado

 
 
   O nome oficial da estatueta do Oscar é “Prêmio de Mérito da Academia”. Aquele carinha pesa quase quatro quilos, tem 35 cm de pura fama e é feito de estanho folheado e ouro de 14 quilates. Ele fica apoiado em uma basa redonda que simula os antigos rolos de filme e segura uma espada que vai do peito aos pés.  O seu valor real é da bagatela de 200 dólares, mas convenhamos que seu valor simbólico é inestimável. Quando um ator ou atriz ou, ainda, diretor, ganha o Oscar, isso rende ao filme uma bilheteria incrível. A estatueta foi criada pelo Diretor de Arte, Cedric Gibbons, e modelada pelo escultor, George Stanley. 
   Uma curiosidade sobre ela é que a única vez que foi modificada foi durante a 2ª Guerra Mundial, pois os EUA estavam fazendo racionamento de metais e , portanto, a estatueta foi confeccionada em gesso e pintada com tinta dourada. Mas justiça seja feita, os ganhadores daquele ano tiverem seus prêmios substituídos pela estatueta original. 
   O porquê do nome Oscar ainda não se sabe ao certo. Algumas especulações apontam para falas de pessoas famosas que disseram ser o prêmio parecido com o Tio Oscar delas. Verdade ou não, o que eu sei é que o nome pegou e é usado até hoje. 

Looks das “Melhores Atrizes” no Tapete Vermelho

 
 
Elizabeth Taylor : Ganhou o Oscar de “Melhor Atriz” duas vezes pelos filmes ” Quem tem medo de Virginia Woolf?” e ” Disque Butterfield 8″.
 
Ingrid Bergman: Ganhou o Oscar duas vezes na categoria de “Melhor Atriz” pelos filmes ” À meia Luz” e ” Anastacia, a princesa esquecida”.
Barbra Streisand : Oscar de “Melhor Atriz” por “Funny Girl”
Audrey Hepburn : Oscar de “Melhor Atriz” por ” A princesa e o Plebeu”
Meryl Streep ganhou o Oscar 3 vezes e foi indicada 18.
Curiosidades
  De tudo que tem por aí de engraçado e curioso sobre o Oscar, selecionei esses dois fatos que acredito serem por um lado divertidos e por outro emocionantes.
   Em 1958, o show acabou cedo demais e, com o horário de TV já reservado à transmissão da festa, o apresentador do ano, Jerry Lewis, teve de improvisar. Chamou Mitzi Gaynor para comandar um bis do número de apoteose, “There’s no Business Like Show Business”, e convocou quem estava por perto – Cary Grant, Ingrid Bergman, Natalie Wood, Robert Wagner, Sophia Loren, Dean Martin, Rosalind Russell e Maurice Chevalier – para ajudar. Eles cantaram a música quatro vezes e descobriram que ainda não haviam preenchido o tempo. Mitzi Gaynor, então, dançou o número mais uma vez e, aí sim, a festa terminou. Para vocês verem que até os Grandes fazem tudo pelo entretenimento. 
   E em 2001, a homenagem de Woody Allen para a cidade a qual ele se inspira para criar seus encantadores, inteligentes e peculiares filmes. Vale dizer que o diretor é famoso por não comparecer em premiações, sempre enviando amigos, tipo a versão feminina dele, a Diane Keaton, para receber o prêmio em seu lugar. De acordo com Woody, não há como comparar a arte do cinema como propõe a Academia.

De onde eu tirei isso tudo?

Livro Guia de Cinema Omelete
http://www.adorocinema.com/materias-especiais/filmes/arquivo-100189/?page=14&tab=0
http://www.webcine.com.br/oscar/oscar/oscar0.htm

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s